::    ::    Home Vivos! a História  | FALE com o Vivos! | Mapa do Site    


       
     
 
 
   ::  Aborto, um Pecado
   ::  Aborto: O quê a Bíblia diz?
   ::  Aborto à luz da Bíblia
   ::  Acupuntura: Uma definição
   ::  Adultério: Definição
   ::  Adivinhação: Prática Pecaminosa
   ::  Artes Marciais
   ::  Astrologia: Pecado?
   ::  Astrologia: O quê a Bíblia diz?
   ::  Baralho, jogos de cartas
   ::  Batalha Espiritual
   ::  Bebida Alcoólica é conveniente ?
   ::  Bíblia  satânica
   :: 
Brasil Evangélico
   ::  Bruxaria para Crianças
   ::  
Capitalismo Evangélico
   ::  Capoeira: Compatível com a fé?
   ::  Carnaval à luz da Bíblia
   ::  Carnaval: A origem
   ::  Catolicismo: Algumas Respostas
   ::  Código da Bíblia, verdadeiro?
   ::  Conhecendo a Jesus
   ::  Conhecendo a Deus
   ::  Compositor do Reino de Deus
   ::  Corpus Christi
   ::  Cristais, há poder ?
   :: 
Dança na Igreja
   ::  Decepções: Como vencê-las?
   ::  Depressão: como sair?
   ::  Drogas, uma opção na vida?
   ::  Ecumenismo, o quê é?
   ::  Ecumenismo: Quais os rumos?
   ::  Empregados Santos
   ::  Empregadores Santos
   ::  Esoterismo é perigoso!
   ::  Festas Juninas: Pecado!
   ::  Filhos & Pais
   ::  Filhos: Honre os teus pais!
   ::  Fofoca é Pecado!
   ::  Fornicação: A definição
   ::  Fotos/Gravuras do Tabernáculo
   :: 
Games, RPGs, etc.
   ::  Greve: É Desobediência a Deus? 
   :: 
Halloween, comemorar ?
   :: 
Halloween II
   :: 
Halloween III
   ::  
Harry Potter, inofensivo ?
   ::  Hipnose: conheça esta prática
   :: 
Hipnose: Porta para o ocultismo
   ::  Homossexualismo
   ::  
Homossexualismo II
   ::  Igreja & Dinheiro: Visão Bíblica
   ::  
Impostos, paga-se?
   ::  Inferno: Um mito?
   ::  Internet  sem fronteiras !
   ::  
Israel: Espiritual !
   ::  Inveja: O crente pode possuir?
   ::  
Jogos de Azar: Pecado?
   :: 
Lascívia na Igreja
   ::  Lascívia: A definição
   ::  Líderes Íntegros!
   ::  
Louvor: Hoje
   :: 
Louvor: Adoradores ou artistas
   :: 
Louvor: Músico segundo Cristo
   ::  Maledicência, o quê é?
   ::  Marido não crente: O que fazer?
   :: 
Masturbação, Pecado!
   ::  Materialismo na Igreja
   ::  Mercado e Espiritualidade
   ::  Mexerico: Diga não!
   ::  Missões Urbana: O preparo
   ::  Música Secular, edifica ?
   ::  Músico do Reino de Deus
   ::  Namoro Cristão
   :: 
Namoro misto, pecado?
   ::  
Namorar, ficar ou transar ?
   ::  Natal
   ::  
Natal II
   ::  Nova Era: História
   ::  
Nova Era: O Movimento
   ::  
Nova Era: O que é ?
   ::  
Nova Era: Símbolos
   :: 
Novelas & filmes
   ::  O sofrimento de cada dia
   ::  Orkut: Bênção ou Maldição?
   ::  Pais: Como criar os Filhos!
   ::  Pais: Cuidado com a preferência
   ::  Pais: Os deveres dos pais
   ::  Pais: Qual a diversão dos filhos?
   ::  Pais & Filhos: Amigos !
   ::  Pais & Filhos: Servos !
   ::  
Páscoa
   :: 
Páscoa II
   ::  Páscoa III
   :: 
Pastora é Bíblico?
   ::  Pastores: Não toqueis...
   ::  Perdão é Necessário
   :: 
Piercing e Tatoo I
   :: 
Piercing e Tatoo II
   ::  Pirataria:   produtos falsificados
   ::  Pornografia: Pecado?
   ::  Problemas Financeiros:  há saída!
   ::  Prostituição: Pecado?
   ::  Reencarnação à luz da Bíblia
   ::  Reencarnação à luz da Bíblia II
   :: 
Runas: Pecado?
   ::  Salvação: Agora é o tempo!
   ::  Seitas
   ::  
Sexo, apenas no casamento
   :: 
Simpatia é pecado!
   :: 
Sorte & Superstição
   ::  Superstição é sedutora!
   ::  Superstição Gospel, existe?
   :: 
Tarô: Pecado?

   ::  Tv & Criança: Final Infeliz
   ::  Virgindade é bênção!
   ::  Yoga e a vida cristã
 
 
 

 

 
 

Lascívia


Ora, as obras da carne são conhecidas e são: ... Lascívia...  (Gl 5:19)
Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: ...Paixão lasciva... (Cl 3:5)

A lasciva é um pecado que geralmente passa meio que desapercebido em meio à igreja, porém é listado como um dos frutos da carne em Gálatas, e, na Epistola aos Colocensses é descrito como, comum à natureza humana. Mas, o que significa? Na prática, onde encontramos a lascívia na igreja? É comum entre os crentes?

Primeiro,  a definição, segundo o Dicionário Aurélio:

Lasciva:  Sensualidade; lúbrica; desregrado (Devasso, libertino); libidinagem (Relativo ao prazer sexual, ou que o sugere; voluptuoso, Que procura constantemente e sem pudor satisfações sexuais); Luxúria.

Nos dias atuais, o pecado da lascívia tem entrado na vida dos crentes de uma forma muito natural; isto devido à velha natureza pecaminosa que insiste em sobreviver (“Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana têm a sua mente controlada por essa mesma natureza.” Rm 8.5); espaços são abertos e sem a devida vigilância, o diabo, na sua grande astúcia desperta nos corações desejos contrários aos princípios determinados por Deus ao Seu povo. Nasce no íntimo à vontade de agir e ou mostrar-se à semelhança do mundo.

A lascívia:

Na Igreja:
Infelizmente é comum vermos em algumas igrejas a manifestação deste pecado sem muitas reservas. A lascívia apresenta-se nas pessoas que levadas por sentimentos diversos deixam-se moldar pelos costumes comuns aos ímpios e lançam mão de roupas inadequadas aos servos do Eterno.
É a moda que obriga as mulheres a usarem saias curtíssimas; calças justíssimas; fazerem uso de vestidos curtos e decotes que expõe os seios e costas. É a sensualidade que se manifesta com grande intensidade. (“Portanto, usem o seu corpo para a glória dEle.” 1Co 6.20)
Qual o objetivo de está na moda e usar roupas que não condiz com os ensinamentos do Senhor Deus? Com certeza, despertar no próximo uma série de sentimentos “carnais” perturbando-o, chamando para si as atenções e fazendo renascer nos corações a velha natureza. O exemplo de Paulo deve ser observado, quando ele afirma: “Mas eu me orgulharei somente da cruz do nosso Senhor Jesus Cristo. Pois, por meio da cruz, o mundo está morto para mim, e eu estou morto para o mundo.” Gl 6.14

No Trabalho:
Se o temor a Deus não foi suficiente para coibir o uso de vestimentas inadequadas na igreja, com certeza, no dia-a-dia, na rua, trabalho e nas obrigações sociais a situação torna-se mais grave. Geralmente é preciso apresentar-se bem e quando o Espírito Santo não está no controle (“Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês” Rm 12.2), a carne manifesta-se com toda a sua força. Entra em cena todo um conjunto de roupas e ações sensuais; algumas sentem satisfação em despertar no próximo à cobiça e sentimentos baixos; alegram-se com “cantadas” e insinuações maliciosas feitas por colegas; assemelha-se com os ímpios, impossibilitando visualizar o senhorio de Jesus Cristo na vida (“Mas tenham as qualidades que o Senhor Jesus Cristo tem e não procurem satisfazer os maus desejos da natureza humana de vocês.” Rm 13.14).

No Lar:
A lascívia também encontra lugar nos lares, na intimidade dos casais, que levados por desejos incomuns aos servos do Senhor, procuram fazer uso de diversas práticas mundanas que por sua natureza imunda, afasta o Espírito Santo da vida (“Vocês fazem parte do povo de Deus; portanto, qualquer tipo de imoralidade sexual, indecência ou cobiça não pode ser nem mesmo assunto de conversa entre vocês.” Ef 5.3; “Que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus.” 1Ts 4.4,5). É inconcebível que o nosso agir apague o Espírito de Deus em nossa vida, porém, entre as “quatro paredes” muitos têm feito uso de fetiches, tais como: filmes pornôs; revistas de sexo; novelas eróticas; objetos; com o objetivo de despertar e satisfazer o desejo sexual, de forma antinatural.

O que fazer então?

Amados, somos chamados pelo Senhor para sermos Seus seguidores (“Porque nenhum de nós vive para si mesmo,” Rm 14.7), propriedade exclusiva do Pai (“Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus.”1Pe 2:9) e esta condição de vida não nos permite dar lugar aos costumes comuns àqueles que desconhecem os princípios e não obedecem aos preceitos do Senhor (“Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana têm a sua mente controlada por essa mesma natureza.” Rm 8.5).
As nossas vestimentas, bem como, todo o nosso agir dever ser equilibrado e santo (“Vocês são filhos queridos de Deus e por isso devem ser como ele.” Ef 5.1). Não é aconselhável à mulher mostrar-se demasiadamente, porém, o uso de roupas extremamente longas desperta no próximo uma rejeição à obra de Deus, portanto, é preciso usar o bom senso e guiados pelo Espírito De Deus, vestir-se de forma adequada e santa. É preciso que olhem para tua vida e não veja uma mulher/homem sensual, sim, que vejam a imagem do Senhor Jesus Cristo (“Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim. E esta vida que vivo agora, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se deu a si mesmo por mim.” Gl 2.20).

Lembre-se disso: Que vejam Cristo em nossa vida diariamente.

Quanto às práticas intimas; quando há o verdadeiro amor dado por Deus entre os casais o desejo mútuo é normal, dispensando o uso de instrumentos pecaminosos e vergonhosos.

“Pelo contrário, sejam santos em tudo o que fizerem, assim como Deus, que os chamou, é santo.” 1Pe 1:15
Assim deve ser o proceder dos verdadeiros servos de Deus, santos no agir; nas conversas; nas amizades; no trabalho; no vestir-se; na intimidade sexual; no namoro e em todos os aspectos da vida.  Quando assim nos portamos, louvamos a Deus e o adoramos através de nossos atos. (“Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês.” 1Co 3.16) Que sobre a carne esteja o controle do Espírito Santo de  Deus (Vocês, porém, não vivem como manda a natureza humana, mas como o Espírito de Deus quer, se é que o Espírito de Deus vive realmente em vocês. Quem não tem o Espírito de Cristo não pertence a ele. Rm 8.9).

Sejam santos em vosso proceder. 


Pr Elias R. de Oliveira
 


 
       
         
     

 
     
  Busca Vivos!
Pesquise dentro do site Vivos!
 
 
       
         
       
       
       
       

  Brasil Espírito Santo   "Os vivos, somente os vivos, esses Te louvam como hoje eu o faço"  Is 38.19  

     
     

Translate / Traducir